Alemão morre em explosão de mina no Afeganistão

Um mantenedor de paz alemão morreu e outro ficou ferido nesta quinta-feira quando o veículo no qual viajavam atingiu uma mina terrestre nos arredores de Cabul, disse o tenente coronel Paul Kolken, porta-voz da Força Internacional de Assistência e Segurança.Em Berlim, o Ministério da Defesa da Alemanha comentou que, aparentemente, seus soldados não foram vítimas de um ataque.O incidente ocorreu quando os militares percorriam uma estrada cerca de 15 quilômetros a sudeste de Cabul, prosseguiu Kolken."Eles faziam uma patrulha regular", disse ele à The Associated Press. Questionado sobre quando a mina terrestrepoderia ter sido plantada naquele local, Kolken respondeu: "É isso o que gostaríamos de saber. É o que estamosinvestigando."O Afeganistão é uma das nações com mais minas terrestresespalhadas por seu território. O interior do país é repleto deartefatos não-detonados, resultado de aproximadamente um quarto de século de sucessivas guerras.O soldado alemão ferido foi levado a um hospital militar etratado por ferimentos leves. A identidade das vítimas daexplosão não foi imediatamente divulgada.Em Spinboldak, forças de segurança prenderam dois militantes do Taleban, inclusive um comandante da local da milícia que governou o Afeganistão até o fim de 2001. Um oficial da polícia afegã disse que as autoridades locais acreditam que as prisões poderiam ajudar a fornecer pistas sobre o paradeiro de Osama bin Laden, líder da rede extremista Al-Qaeda.A captura dos dois militantes ocorreu quando forças desegurança promoviam uma checagem de rotina nos veículos que entravam em Spinboldak, uma cidade situada a cerca de 100 quilômetros de Kandahar, perto da fronteira com o Paquistão, disse o general Mohammed Akram, chefe da polícia de Kandahar.Akram disse que outro militante do Taleban, o mulá Janan, foi detido na cidade durante o fim de semana ao lado de outros nove seguidores da milícia religiosa. Kandahar era o principal bastião do Taleban durante o período em que governou o Afeganistão.O mulá Janan era o coordenador dos contatos entre o regimefundamentalista islâmico e o grupo Al-Qaeda. Na opinião dopolicial, ele pode saber qual o paradeiro de Bin Laden e deoutros suspeitos procurados pelo governo dos Estados Unidos."Ele é muito próximo de Bin laden e do mulá (Mohammed) Omar" ex-líder do Taleban, disse Akram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.