Alemão seqüestrado há 10 dias é libertado no Iêmen

Membros de uma tribo do Iêmen libertaram hoje um funcionário alemão da Mercedes-Benz que vinha sendo mantido refém há 10 dias, informou um oficial da polícia local. Não está claro o que levou os seqüestradores a libertarem o estrangeiro. Carl Lehrner, de 55 anos, que saiu ileso, tinha sido capturado em 28 de novembro. No Iêmen, turistas e funcionários estrangeiros têm sido seqüestrados por grupos tribais como forma de pressão ao governo por melhores serviços públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.