Alerta de tsunami é suspenso após causar pânico na Indonésia

Tremores tiveram epicentro a 495 Km da costa da província de Banda Aceh, um dos locais mais afetados pelo tsunami de 2004.

BBC Brasil, BBC

11 de abril de 2012 | 13h06

Autoridades na Indonésia suspenderam o alerta de tsunami emitido após dois grandes terremotos terem atingido a costa de Sumatra nesta quarta-feira, gerando pânico entre a população.

A agência geológica dos Estados Unidos (USGS), que registra tremores em todo o mundo, disse que as maiores ondas geradas pelo evento foram de menos de um metro de altura e também cancelou o alerta de tsunami que havia emitido.

O tremor de magnitude 8,7 - inicialmente sua força foi calculada como de magnitude 8,9 - teve epicentro a 495 quilômetros de Banda Aceh, a capital da província indonésia de Aceh, com uma profundidade de 33 quilômetros abaixo do nível do mar.

Um segundo terremoto, de magnitude 8,3, ocorreu pouco depois.

Os tremores foram sentidos até em Cingapura, Tailândia e Índia. Os três países também suspenderam seus alertas de tsunami horas depois de emiti-los.

Na Costa africana, o Quênia e a Tanzânia também emitiram seus alertas de tsunami.

Pânico

O terremoto causou pânico na região indonésia de Aceh, devastada pelo terremoto e tsunami de 2004 que causou a morte de mais de 200 mil pessoas.

Milhares de pessoas correram para terras mais altas logo após o tremor.

Ocorreram reações parecidas em outros locais atingidos no tsunami de 2004, como Tailândia, Sri Lanka e o sul da Índia.

Karishma Vaswani, correspondente da BBC na capital indonésia, Jacarta, disse que o tremor pôde ser sentido por até cinco minutos.

Não há relatos de vítimas ou danos materiais.

Autoridades em Aceh disseram que a luz foi cortada na região e se formaram congestionamento nas rotas de acesso aos locais mais altos.

Sutopo, um porta-voz do governo local, disse à agência de notícias Reuters que "se escutam sirenes e pessoas recitando o alcorão (livro sagrado muçulmano) em toda parte".

Horizontal

A Indonésia está em uma região conhecida como Anel de Fogo, área de grande atividade sísmica.

No entanto, o sismólogo Bruce Presgrave, da USGS, afirmou à BBC que a natureza do tremor na Indonésia tornaria menos provável a geração de um tsunami, já que a terra se moveu horizontalmente, não verticalmente, sem movimentar um grande volume de água.

"Não podemos descartar a possibilidade, mas com o movimento horizontal é menos provável a geração de um tsunami destrutivo", afirmou.

Um sismólogo do British Geological Survey, entidade sismográfica britânica, emitiu opinião parecida, afirmando que o tremor desta quarta-feira foi diferente de outros registrados no país em anos recentes.

"Parece ter sido um grande terremoto na placa indiana que rompeu-se de forma lateral", disse ele.

"É um tipo de terremoto que tem muito menos chances de causar tsunami por não deslocar um grande volume de água." BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
topindonésiaterremototsunamitremor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.