Alerta máximo em Nova Déli devido a explosões

As autoridades indianas decretaram nesta terça-feira alerta máximo em cidades como Nova Déli e Mumbai devido às várias explosões quase simultâneas registradas esta tarde em Varanasi, região central da Índia, informou a agência local PTI. Segundo fontes oficiais citadas pela rede de televisão NDTV, 12 pessoas morreram e dezenas ficaram gravemente feridas em pelo menos três explosões registradas entre as 18h15 e as 18h30 (9h45 e 10h de Brasília) na cidade sagrada de Benares (Varanasi), uma delas em um templo hindu cheio de fiéis. O ministro do Interior, Shivraj Patil, pediu às autoridades de vários estados que fiquem atentas para evitar incidentes derivados de violência religiosa, enquanto as autoridades do estado de Uttar Pradesh, onde está Varanasi, declararam estado de alerta. O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, pediu calma à população e convocou uma reunião urgente do Gabinete após esses atentados. "O primeiro-ministro pede à população que mantenha a paz e a calma. Está vigiando a situação e condenou estas explosões", disse seu porta-voz. Uma das explosões ocorreu dentro do templo hindu de SankatMochan, outra na estação de trem e a terceira no trem expresso Shiv Ganga, que estava nessa estação, segundo a NDTV. A emissora indicou que havia outras duas bombas que não explodiram, uma delas em um concorrido mercado da cidade. Os feridos foram transferidos ao hospital do campus universitário e há o temor de que aumente o número de vítimas mortais, porque o templo onde houve a explosão estava lotado. A agência PTI informou que houve cenas de pânico e uma fuga precipitada quando os fiéis correram em direção à porta para salvar-se, o que deixou vários feridos.

Agencia Estado,

07 Março 2006 | 17h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.