NASA/AP
NASA/AP

Alerta para tempestade Nate é emitido em partes do México

Nate deve se transformar em furacão até sábado e atingir a costa mexicana no domingo ou segunda

AE, Agência Estado

09 Setembro 2011 | 13h08

MIAMI - O governo do México emitiu um alerta de furacão para a faixa que vai de Tampico a Veracruz, na medida em que a tempestade tropical Nate se aproxima da baía de Campeche.

O alerta foi emitido nesta sexta-feira. Alertas e avisos sobre a tempestade também foram emitidos para partes da costa mexicana. Meteorologistas disseram esperar que Nate deve se transforme num furacão na noite desta sexta-feira ou no sábado e atinja a costa mexicana no domingo ou segunda-feira.

Nate se movia lentamente, girando para noroeste no Golfo do México, a cerca de 5 quilômetros por hora. A tempestade tinha ventos máximos sustentados de 100 quilômetros por hora e ainda estava a cerca de 225 quilômetros a oés-noroeste de Campeche, no México, segundo o Centro Nacional de Furacões, sediado em Miami.

Desaparecidos

A empresa estatal de petróleo do México informou nesta sexta-feira que continuava a procurar dez trabalhadores de uma empresa do Texas que deixaram uma plataforma no Golfo do México antes da chegada da tempestade tropical Nate.

A Petroleos Mexicanos (Pemex) disse que enviou dois navios para a área onde os funcionários da Geokinetics Inc. pediram ajuda na tarde de quinta-feira, após deixarem a plataforma Trinity II, numa embarcação de evacuação.

Victor Manuel Perez, capitão do porto de Frontera, confirmou que a maioria dos desaparecidos é estrangeiro.

A Geokinetics é uma empresa especializada em estudos sísmicos para a indústria de gás e petróleo.

A Pemex disse que suas embarcações não conseguem chegar a área que fica a 13 quilômetros da costa do Estado de Tabasco, sul do México, por causa dos fortes ventos e ondas na região.

 

As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Méxicotempestade tropicalNate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.