Cheryl Ravelo/Reuters
Cheryl Ravelo/Reuters

Alertas de tsunami começam a ser cancelados na Ásia

Terremoto de magnitude 7.9 atingiu a costa leste das Filipinas

estadão.com.br,

31 de agosto de 2012 | 10h22

Texto atualizado às 15h08

MANILA - Os alertas de tsunami foram cancelados na Japão, em Taiwan, Filipinas, Indonésia e ilhas distantes, como as Marianas do Norte, informou o Centro de Alertas de Tsunamis do Pacífico, nesta sexta-feira, 31. Regiões costeiras continuam em alerta.

Um terremoto de magnitude 7.9 atingiu a costa leste das Filipinas, provocando um alerta de tsunami em uma ampla faixa da Ásia. Não houve relatos imediatos de danos ou vítimas.

O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico emitiu um alerta laranja - que representa alto perigo - para as Filipinas, Indonésia, Taiwan, Japão, ilha de Guam, Marianas do Norte,  Papua-Nova Guiné e outras ilhas da região.

De acordo com o Instituto de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o tremor aconteceu às 20h47 de sexta-feira (horário local), a 34 quilômetros de profundidade, a 16 quilômetros ao sudeste da cidade de Guiuan e a 175 quilômetros ao nordeste da cidade de Surigao.

O diretor da agência de sismologia filipina, Renato Solidum, disse que os moradores que vivem ao longo da costa leste da ilha de Samar foram aconselhados a esvaziar a região em caso de tsunami. A agência também alertou os moradores das demais áreas costeiras para se deslocarem para lugares mais altos, antes que o risco de um tsunami aumente após terremoto.

Abalo secundário

Um tremor secundário de magnitude 5.5 atingiu a mesma região, onde uma hora antes havia ocorrido o terremoto de magnitude 7.6. Segundo o Instituto de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos, o epicentro foi no Oceano Pacífico, a 102 quilômetros da cidade de San Isidro, em uma profundidade de 24 quilômetros.

Outros casos

Em dezembro de 2004, um terremoto de 9,1 graus desencadeou um tsunami com ondas gigantes que deixaram mais de 230 mil mortos em 11 países, provocando reflexos até na costa leste da África. Do total de mortos, 168 mil eram indonésios.

No ano passado, um terremoto e um tsunami na costa nordeste do Japão mataram cerca de 20 mil pessoas e provocaram a pior crise nuclear do mundo em 25 anos, após as ondas atingirem a usina nuclear de Fusukima.

Com agências de notícias

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
FILIPINASTERREMOTOalertatsunami

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.