Aliado de Evo renuncia a governo local

O governador do Departamento (província) de Chuquisaca, David Sánchez, aliado do presidente boliviano, Evo Morales, renunciou ontem por causa da crise deflagrada entre Sucre e La Paz pelo direito de ser a capital do país. Em nota, ele disse que ''''não quer ser responsável pelos confrontos'''' causados pelo desejo de Sucre, que é capital oficial da Bolívia e de Chuquisaca, de voltar a ser sede do Parlamento e do governo federal.Tanto o Legislativo quanto o Executivo estão em La Paz desde a Revolução Federal de 1899, que deslocou o eixo político para La Paz. A Assembléia Constituinte, instalada em Sucre, suspendeu suas sessões esta semana por causa da hostilidade da população contra os deputados do Movimento ao Socialismo (MAS), partido de Evo, que defende a permanência de La Paz como sede administrativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.