Aliados de Kirchner ganham eleições para mudar Constituição

Os partidários do governo da província argentina de Corrientes, aliado ao presidente Néstor Kirchner, ganharam, com 53% dos votos, o pleito realizado no domingo para reformar a Constituição regional e permitir a reeleição dogovernador por um mandato. Segundo a apuração oficial divulgada nesta segunda-feira, correspondente a 98% das seções eleitorais, a Frente Social para a Vitória, de oposição, ficou com 21% dos votos no pleito para a Assembléia Constituinte da província. A assembléia terá a incumbência reformar a Constituição de Corrientes para promover mudanças, como a reeleição por um mandato do governador de uma das províncias mais pobres do país, localizadana fronteira com o Brasil. Colombi pertence à União Cívica Radical (UCR), segundo maior partido no Congresso argentino, mas é um dos chamados "radicais K", aqueles que aderiram à coalizão promovida pelo peronista Kirchner, pensando nas eleições presidenciais deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.