Aliados de Lugo propõem reeleição ao Congresso

Grupo reúne 100 mil assinaturas para mudar Constituição, mas líder paraguaio diz que não quer novo mandato

Lisandra Paraguassu, O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2011 | 00h00

ENVIADA ESPECIAL / ASSUNÇÃO

Grupos de esquerda aliados do presidente Fernando Lugo entregaram ontem ao Congresso do Paraguai 100 mil assinaturas para um pedido de emenda constitucional que autoriza a reeleição no país. O movimento, supostamente feito à revelia de Lugo, é formado por partidos de sua base e tem como um dos maiores defensores Hugo Richer, ministro da Secretaria de Ação Social.

A intenção é que o pedido seja transformado em uma proposta de emenda constitucional popular, para o qual são necessárias apenas 30 mil assinaturas. A população do país é de 7 milhões. O presidente nega que tentará a reeleição. "Fernando Lugo não quer ser reeleito. Repito: Fernando Lugo não quer ser reeleito", disse o presidente, há duas semanas. No entanto, logo depois de assumir o cargo, o presidente afirmou que não descartava a hipótese.

Eleito e empossado em 2008, Lugo transformou-se em uma estrela da oposição ao liderar uma passeata de 40 mil pessoas justamente contra o projeto que autorizava a reeleição do então presidente Nicanor Duarte.

A proposta foi derrotada e abriu caminho para que Lugo fosse o candidato de uma coalizão que ia do Partido Liberal ao Partido Comunista Paraguaio. Seu mandato vai até 2013. No ano passado, ele esteve em São Paulo várias vezes para um tratamento contra o câncer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.