Aliados de Prodi mantêm controle das principais prefeituras

A coalizão de centro-esquerda A União, de Romano Prodi, venceu as eleições para as prefeituras de Roma, Turim e Nápoles após as eleições municipais e provinciais de domingo e segunda-feira, que também manteve os conservadores de Silvio Berlusconi na prefeitura de Milão e no governo da Sicília.Com várias seções eleitorais ainda por apurar, os resultados das eleições, dois meses depois das legislativas, nas quais Berlusconi perdeu o governo, não surpreendem.A aliança de Prodi confirmou a vitória esperada na capital italiana, onde o prefeito Walter Veltroni foi reeleito com mais de 61% dos votos.Também foram reeleitos a prefeita de Nápoles, a progressista Rosa Russo Iervolino (56,9% dos votos), e o de Turim, Sergio Chiamparino (66,6%).Em Milão, tradicional reduto do bloco conservador, a apuração é mais lenta e a disputa mais apertada. Mas, faltando por apurar 45 das 1.253 seções eleitorais, a vitória era da ex-ministra de Educação Letizia Moratti, de centro-direita, com 52% dos votos, contra 47% do progressista Bruno Ferrante.A centro-direita se mantém também no governo regional da Sicília, reelegendo Salvatore Cuffaro (53,1%) e derrotando Rita Borsellino, aliada de Prodi e irmã do juiz antimáfia assassinado em 1992.A única novidade é o governo regional de Reggio Calabria, que a centro-esquerda tirou dos conservadores.Os aliados de Prodi mantiveram Mantua, Lucca, Ravenna e Campobasso. A centro-direita vai governar Pavia, Imperia e Treviso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.