Aliados discutem resposta à suposto ataque à Síria

Beirute, 29/08/2013 - Políticos libaneses e iranianos e militantes do Hezbollah estão discutindo uma retaliação à favor da Síria caso os EUA resolvam atacar seu aliado próximo.

AE, Agência Estado

29 Agosto 2013 | 21h13

Os dois países, que em conjunto com a Síria ajudaram a formar o que eles chamaram de "eixo da resistência", estão discutindo como responder com um ataque aos interesses do Ocidente.

Uma pessoa com conhecimento sobre as discussões do Irã com o Hezbollah disse que os aliados sírios estão considerando atirar misses de longa distância contra Israel e embarcações de guerra americanas, ou bases militares na região se os EUA atacarem a Síria em resposta às acusações sobre o ataque químico ocorrido em Damasco na semana passada.

Publicamente, o Hezbollah, permaneceu reservado sobre o assunto, enquanto os iranianos mantiveram uma postura agressiva. O comandante em chefe do Corpo da Guarda Revolucionária do Irã, Mahamad Ali Jaffari, disse na quarta-feira que um ataque à Síria levaria à "destruição de Israel" e que as "chamas da guerra não se limitarão à Síria".

Mais conteúdo sobre:
Síria aliados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.