Aliados dos EUA sob pressão para retirar tropas do Iraque

Aliados dos Estados Unidos no Iraque, frente a uma barragem de ataques guerrilheiros, estão sob crescente pressão interna para retirar suas tropas do país árabe. Hoje, por exemplo, legisladores da oposição na Hungria criticaram a declaração do governo, de que irá manter sua força de 300 homens no Iraque até o fim do próximo ano.O apoio também caiu dramaticamente em países como a Espanha, um aliado-chave dos EUA que perdeu sete agentes da inteligência na semana passada. O primeiro-ministro Jose Maria Aznar tem dito que a Espanha irá manter seus 1.300 homens em campo.Já a mídia japonesa divulgou que o país - alarmado com a morte, no fim de semana, numa emboscada, de dois de seus diplomatas no Iraque - irá postergar o envio de uma equipe de engenheiros e médicos para ajudar na reconstrução do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.