Almirante diz que Chávez armou as Farc

VENEZUELA

, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2010 | 00h00

O almirante venezuelano Carlos Molina Tamayo, ex-assessor de Segurança Nacional de Hugo Chávez, hoje na reserva, acusou o presidente venezuelano de ter ordenado indiretamente o envio de 300 fuzis às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Molina, que vive exilado na Europa desde que participou do fracassado golpe de Estado contra Chávez, em 2002, disse que a ordem de ajudar a guerrilha foi dada a ele pelo capitão da Marinha, também aposentado, Ramón Rodríguez Chacín.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.