?Almofadinha?, um palavrão que pode dar demissão nos EUA

O prefeito de Arvin, Juan Olivares, fez apenas um pedido ao delegado do xerife do condado de Kern: ?Não me chame de almofadinha (em inglês, dude, que é um tratamento irônico para habitantes de cidades do oeste dos EUA).? Agora, Olivares pretende apresentar queixa formal ao xerife, tentando demitir o delegado pelo que considera comportamento desrespeitoso.?Eu pedi-lhe cinco vezes ?por favor, policial, não me chame da almofadinha?. Não sou um almofadinha. Tenho 41 anos, sou um empresário, um cristão e considero-me um cavalheiro?, disse hoje Olivares, que é prefeito de Arvin, uma cidade de 20.000 habitantes do condado de Kern, cerca de 32 quilômetros ao sul de Bakersfield.O delegado parou Olivares e a vereadora da Arvin, Carmen cevedo, em Bakersfield, dia 23 de novembro. Prefeito, que estava dirigindo, disse que foi multado por ter colorido as janelas de seu carro, o que não é permitido, e Carmen recebeu uma citação por estar como uma lata de cerveja.Olivares não discute as multas. Ele apenas não aceita ter sido chamdo de almofadinha.?Ele me chamava de almofadinha e ria?, disse Olivares. ?Não acho que o Departamento do Xerife do condado de Kern precise desse tipo de policial.?Não houve retorno do Departamento do Xerife ao pedido de comentário sobre a denúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.