Alpinista americana tem liberdade negada

A Justiça iraniana cancelou ontem a libertação da alpinista americana presa em julho de 2009 sob acusação de espionagem. Sarah Shourd e outros dois americanos foram detidos ao atravessar, a pé, a fronteira do Irã, vindos do Iraque. Os três alegam que não tinham ideia de que estavam em território iraniano. O anúncio de que ela seria solta desagradou ao Judiciário local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.