Alto funcionário chinês é condenado à prisão perpétua por suborno

Xu Fangming, diretor do Ministério das Finanças foi condenado à prisão perpétua por aceitar US$ 267.500 dólares em subornos, informou a agência estatal Xinhua. Segundo a sentença, entre 1997 e 2000 Xu se aproveitou de seu cargo para ajudar várias companhias, públicas e privadas, a conseguir concessões e obras. O funcionário foi detido em junho passado após uma investigação sobre o caso envolvendo o ex-vice-presidente do Banco de Desenvolvimento Agrícola, Yu Dalu, que em fevereiro também foi condenado à prisão perpétua por aceitar subornos. Num dos casos, Xu, de 47 anos, recebeu US$ 50 mil de Han Bing, acionista de uma assessoria comercial, em troca de ajuda para obterum contrato de aluguel de carros. Este ano, mais de 400 funcionários foram punidos dentro da campanha contra suborno comercial iniciada no ano passado, uma das iniciativas do governo para acabar com o "império da corrupção"no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.