Alto oficial de Abu Ghraib será julgado por um tribunal militar

O coronel americano Steven Lee Jordan, que era o encarregado do centro de interrogatórios da prisãoiraquiana de Abu Ghraib, será submetido a um tribunal militar. Ele é acusado de crueldade e maus-tratos de prisioneiros. O anúncio foi feito oficialmente na noite de sexta-feira (hora local).Fontes do Exército afirmaram que Jordan será acusado formalmente numa audiência prevista para a próxima semana em Fort McNair, em Washington.Além de maus tratos e crueldade, o coronel foi acusado dedesobediência a um superior e negligência no cumprimento do dever, além de formular declarações falsas.A prisão de Abu Ghraib se tornou o centro de um escândalo em 2004, após a divulgação de fotos de militares humilhandoprisioneiros iraquianos.As fontes informaram que Jordan não foi acusado de torturar e humilhar pessoalmente os prisioneiros. Ele não apareceu em nenhuma das imagens que correram o mundo e causaram embaraços ao governo dos EUA.Em outubro do ano passado, o militar disse que não tinha controle operacional sobre os interrogatórios e que sua tarefa era melhorar as condições dos prisioneiros.Mas os promotores disseram que a negligência de Jordan permitiu os maus tratos e que ele mentiu aos investigadores quando disse que não tinha visto nenhum tipo de abuso.Até agora 11 soldados foram declarados culpados de participação nos abusos. Um general e outros oficiais receberam advertências.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.