Australian Broadcasting Corporation (ABC) via AP
Australian Broadcasting Corporation (ABC) via AP

Aluno ataca professora e três colegas com bastão de beisebol na Austrália

Ainda não se sabe qual foi a motivação do universitário de 18 anos

Associated Press, O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2017 | 05h05

CAMBERRA – Um estudante universitário de 18 anos foi preso após atacar uma professora e três colegas usando um bastão de beisebol nesta sexta-feira, 25, na Austrália. O caso aconteceu na Universidade Nacional do país, na capital Camberra. Eles foram internados com fraturas graves, como membros quebrados, mas sem risco de morte.

Segundo a Polícia Federal australiana, pouco depois das 9 horas da manhã no horário local (20 horas de quinta-feira em Brasília), o aluno levantou de sua classe armado com o bastão e agrediu a professora diante da sala de aula lotada. Colegas tentaram detê-lo e também foram atacados.

A polícia foi acionada e prendeu o jovem dentro da faculdade. O detetive superintendente da Polícia, Ben Cartwright, relatou que os demais alunos “foram incrivelmente corajosos ao proteger a educadora”. Durante o ataque, um estudante conseguiu tomar o bastão das mãos do agressor e sair correndo da sala, contou o detetive.

O rapaz não tinha antecedentes criminais e a motivação do ataque é desconhecida até o momento. A polícia ainda não divulgou o nome dele. Colegas relataram que o estudante esperou que todos retornassem à sala antes de tirar o bastão da mochila e iniciar o ataque. 

Ele frequentava há cerca de um mês a disciplina de Estatística lecionada pela professora, de acordo com os relatos. “Aconteceu do nada. Não havia nada que parecesse estranho em relação a ele”, disse um colega, também de 18 anos. A universidade informou que atendimento psicológico será oferecido a todos os afetados pelo ataque e considerou o episódio um caso isolado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.