Alvo poderia ser Washington ou Nova York

Os investigadores americanos seguem informações segundo as quais a Al-Qaeda teria enviado três homens aos Estados Unidos com a missão de detonar um carro-bomba em Washington ou em Nova York. Essa é a "ameaça crível, mas não específica" que os serviços de segurança americanos estão apurando desde a última quinta-feira. As autoridades, entretanto, dizem não ter evidências de que membros da organização terrorista teriam entrado no território americano. John Brennan, assessor da Casa Branca para contraterrorismo, disse que os funcionários estão "analisando históricos de viagens e outros tipos de informações e tentando correlacioná-las com os relatos obtidos até agora". "Não há nada confirmado, mas não vamos relaxar", disse.

, O Estado de S.Paulo

12 Setembro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.