AP Photo/www.vk.com/spb_today via AP
AP Photo/www.vk.com/spb_today via AP

Nova ameaça de bomba volta a fechar estação de metrô em São Petersburgo

Agências de notícias locais informaram que um telefonema anônimo alertou sobre outro possível ataque

O Estado de S.Paulo

04 Abril 2017 | 07h03

MOSCOU - A estação Sennaya Ploshchad do metrô de São Petersburgo foi fechada após um telefonema anônimo alertar sobre um outro possível ataque, disse a agência de notícias russa RIA Novosti nesta terça-feira, 4.

Outra agência, a Interfax, informou que um repórter viu diversos caminhões dos bombeiros do lado de fora da estação.

Uma explosão na véspera no metrô de São Petersburgo deixou ao menos 14 mortos e mais de 40 feridos.

O sistema de metrô da cidade estava funcionando normalmente durante esta manhã, embora a maioria dos moradores tenha optado pelos ônibus. 

Para prevenir novos ataques, as medidas de segurança foram reforçadas em toda a cidade e na capital do país, tanto nos transportes como em edifícios públicos, praças, escolas e creches.

Autoridades divulgaram nesta terça-feira que o principal suspeito pelo atentado é um cidadão russo, nascido na antiga república soviética do Quirguistão, identificado como Akbarjon Djalilov, de idade entre 21 e 22 anos. / REUTERS, EFE e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.