Ameaça de morte faz igreja reforçar segurança para consagração de bispo

A comunidade anglicana mundial está àbeira de um cisma por causa da consagração de um bispoabertamente homossexual, que seria realizada hoje à noite pelaIgreja Episcopal dos Estados Unidos, comtoda a pompa e circunstância e forte esquema de segurança. Uma das ramificações dessainstituição conta com 70 milhões de fiéis, dos quais 2,1milhões são americanos. Apesar dos alertas de rompimento da Igreja Anglicana coma Episcopal e até de ameaças de morte, o reverendo Gene Robinsonse preparava ontem para ser consagrado bispo no rinque depatinação da Universidade de New Hampshire, em Durham. Eledefendeu a unidade, mas disse que não tem intenção de voltaratrás. Integrantes conservadores da Comunhão Anglicana alertaram, porém, que sua consagração terá efeitos terríveis na igreja. O reverendo David Anderson, presidente do ConselhoAnglicano Americano, chamou a consagração de Robinson de"cismática" e afirmou que seu grupo já estava se preparando paraliderar uma ruptura com a ala mais liberal da Igreja Episcopal."Eu diria que amanhã de manhã, declarações de repúdio virãode diversos arcebispos do mundo todo", comentou. "O grande presente que damos ao mundo é que somoscapazes de manter grande diversidade de opiniões sobre váriostemas, enquanto mantivermos nossa fé em Jesus Cristo como pilar. Assim, creio que não há motivopara nos distanciarmos", disse, por sua vez, o próprioRobinson. Já o arcebispo anglicano de Canterbury, Rowan Williams,que acaba de assinar um acordo com a Igreja Metodista pondo fima séculos de desavenças, declarou: "É uma ironia que enquantocelebramos essa nova reciprocidade, estejamos igualmenteconfrontados com novas tensões e divisões que ameaçam causar umaperigosa ruptura com o que consideramos a ortodoxia e a ordem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.