América do Sul ganha mais ´diabos´, diz Chávez a Fidel

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, enviou uma mensagem ao líder cubano, Fidel Castro, dizendo que a América do Sul segue acumulando "diabos" com a chegada de mais governantes de esquerda.No final da Cúpula dos Povos, encontro social paralelo à reunião de presidente sul-americanos realizada em Cochabamba, na noite de sábado, Chávez relembrou o aliado cubano, mas sem fazer referência ao seu estado de saúde."Fidel, já não somos dois diabos, a "diabeira" continua crescendo (...) cada dia somos mais", disse o presidente venezuelano ao referir-se ao presidente da Bolívia, Evo Morales, e aos presidentes eleitos da Nicarágua, Daniel Ortega, e do Equador, Rafael Correa.Fidel não é visto em público desde julho, quando delegou o poder ao seu irmão Raul para ser submetido a uma cirurgia de urgência, que provocou temores em relação à sua vida.As autoridades cubanas guardam segredo absoluto sobre o estado de saúde do líder comunista, que governou a ilha durante quase meio século e não participou das recentes celebrações por seus 80 anos.Morales também saudou Fidel. "Ao companheiro Fidel, meu respeito, minha admiração", disse, provocando aplausos entre as 40.000 pessoas reunidas no estádio Félix Capriles, em Cochabamba."Realmente Fidel nos ensina a ser solidários, solidariedade incondicional", disse, ao referir-se aos programas de saúde realizados em seu país com colaboração da Venezuela e de Cuba.Chávez, militar reformado esquerdista, reforçou os laços políticos e econômicos da Venezuela com Cuba através de acordos de cooperação nos setores de saúde, educação, esportes e com a venda de petróleo em condições preferenciais."Fidel Castro é um desses homens imprescindíveis. Sigamos seu exemplo de batalha e dignidade", disse o recém-reeleito Chávez, antes de contar um caso que presenciou durante uma cúpula ibero-americana logo depois que assumiu o poder."Me lembro que Fidel, depois das minhas palavras, mandou-me um papel com algo escrito (...) me dizia ´Chávez, sinto que já não sou o único diabo nestas cúpulas, já somos dois diabos," comentou diante do auditório, em meio a bandeiras da Venezuela e da Bolívia.Chávez foi o único presidente sul-americano entre os participantes da cúpula que acompanhou Morales no fechamento do fórum, onde foi recebido por indígenas que lhe colocaram uma grinalda feita com folhas de coca, em sinal de boas vindas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.