América Latina avança no combate ao trabalho infantil

A América Latina é a região do mundo que mais progresso conseguiu na erradicação do trabalho e da escravidão infantis, mas ainda apresenta graves problemas, disse hoje a subsecretária de Trabalho dos Estados Unidos, Sandra Polaski, ao divulgar uma lista de países que usam mão-de-obra de crianças.

AE, Agência Estado

15 de dezembro de 2010 | 18h19

A lista incluiu neste ano uma dezena de países, em um total de 144. Outra lista identifica 128 produtos de 70 países cuja manufatura usa mão-de-obra infantil ou escravidão infantil, ou ocorrem ambos os crimes, violando leis trabalhistas internacionais.

O carvão brasileiro foi retirado da lista de bens e produtos feitos com trabalho infantil forçado. "Isso ocorreu graças à motivação do governo brasileiro, que foi um líder nesta questão e colocou equipes de fiscalização em áreas remotas do país, com amplos poderes para investigar, punir, multar os culpados e resgatar as crianças", falou Polaski.

Os relatórios não incluem sanções e não buscam assinalar os países onde, atualmente, 215 milhões de crianças trabalham em fábricas e minas. Pela primeira vez, os relatórios incluem recomendações para cada país. A secretária de Trabalho americana, Hilda Solís, disse ter encontrado grande receptividade dos governos da Nicarágua e El Salvador, durante uma visita que fez a San Salvador e a Manágua para analisar a situação de numerosas crianças empregadas nas lavouras de café.

"Estamos encontrando mais apoio para esses programas e esperamos encontrar apoio para expandi-los a outros países da América Central e América do Sul", disse. O governo americano destinou US$ 10 milhões a El Salvador, que serão usados em um programa de inclusão social que tem como objetivo combater o trabalho infantil, atacando suas raízes. "Podemos demonstrar que esses programas funcionam", disse ela.

O senador Tom Harkin (Democrata por Iowa) disse que "nenhuma nação consegue ser próspera sobre o trabalho das crianças. Todos perdem, a criança, sua família e o seu país". As lavouras e atividades econômicas que geralmente empregam mão-de-obra infantil são o algodão, cana de açúcar, tabaco, café, ouro, diamantes e carvão. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.