Amanda Perobelli/REUTERS
Amanda Perobelli/REUTERS

América Latina supera 6 milhões de casos do novo coronavírus

Região confirmou 1 milhão de casos em apenas 11 dias; país mais castigado é o Brasil, com 3,2 milhões de infecções

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2020 | 03h22

A América Latina ultrapassou a marca de 6 milhões de casos do novo coronavírus nesta sexta-feira, 14. O número de infecções cresce enquanto os países começam a relaxar as medidas de distanciamento social.

A região mais castigada pela pandemia no mundo registrou nos últimos 7 dias uma média diária de 86 mil novos casos e 2.600 óbitos. Até esta sexta-feira, 6.000.005 casos foram confirmados e 237.360 pessoas morreram em decorrência da covid-19 nos países da América Latina. 

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) alertou neste mês sobre um possível aumento de casos de outras doenças devido à saturação dos serviços de saúde e suspensão de campanhas de vacinação em alguns países. 

O Fundo Monetário Internacional previu em junho que a economia da região teria contração de 9,4% este ano. 

O país mais afetado pela pandemia na América Latina é o Brasil, que só está atrás dos Estados Unidos em número de casos e representa 15% de todas as infecções registradas no mundo. 

Dos países que já registraram mais de 100 mil casos do novo coronavírus, Peru e Chile têm as maiores taxas de incidência e mortalidade por 100 mil habitantes. 

A região passou de 5 para 6 milhões de casos em apenas 11 dias, um dia a menos do que levou para atingir o último milhão./REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.