Americana acusada formalmente por abusos no Iraque

Uma militar dos Estados Unidos envolvida no escândalo de abuso de prisioneiros em Abu Ghraib, no Iraque, foi acusada formalmente por maltratar subordinados, abandono do dever e por cometer atos indecentes com prisioneiros, entre outros delitos, informam militares americanos. Na audiência, a defesa de Megan Ambuhl não apresentou declaração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.