Americana admite que dava maconha para filho de 13 anos

Uma mulher norte-americana admitiu fumar maconha diariamente com seu filho de 13 anos para recompensá-lo por ter feito seu dever de casa. Amanda Lynn Livelsberger, de 30 anos, se disse culpada de diversas acusações levantadas contra ela e será sentenciada em 27 de novembro.Livelsberger admitiu a uma corte judicial no condado de Adams, na Pensilvânia, que vem fumando maconha com seu filho desde que ele tinha 11 anos, e que ela freqüentemente dava a droga ao garoto como recompensa.O adolescente contou à polícia que ele tinha de fazer sua dever de casa assim que chegasse da escola, e em seguida tinha a permissão de fumar maconha com sua mãe, segundo documentos da corte.Livelsberger considerou-se culpada pelas acusações de mau comportamento, corrupção de menores, possessão de pequena quantidade de maconha, possessão de maconha com intenção de distribuí-la, entre outras. A mulher também disse que fumou maconha com dois amigos de seu filho, um com 17 anos e outro com 18, informou a polícia. O rapaz de 18 anos disse, ainda, que havia comprado heroína da mãe de seu amigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.