Americana é condenada por tentar levar crianças do Haiti

A Justiça do Haiti condenou hoje a missionária norte-americana Laura Silsby por tentar transportar, de maneira ilegal, 33 crianças para fora do país caribenho após o terremoto de 12 de janeiro. Como a sentença é retroativa e Silsby já está na prisão há meses, ela poderá deixar o Haiti.

AE-AP, Agência Estado

17 Maio 2010 | 17h51

Silsby, de 40 anos e natural do Estado americano de Idaho, está detida desde 29 de janeiro. Ela e outros nove missionários dos EUA foram detidos na fronteira com a República Dominicana, para onde tentavam levar as crianças haitianas. Os outros missionários já haviam sido libertados.

Mais conteúdo sobre:
Haiti EUA missionária condenação crianças

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.