Americana ganha ação milionária contra governo Fidel Castro

Com base em uma lei federal que permite às famílias de cidadãos americanos vítimas do terrorismo de Estado pleitear indenização em tribunais dos Estados Unidos, por danos e prejuízos, Janet Weininger entrou na Justiça com ação contra o governo cubano. Na ação, ela acusou o governo de Fidel Casto de executar seu pai, o piloto Thomas Ray, após a fracassada tentativa de desembarque de forças anticastristas na Baía dos Porcos, em 1961. Quinta-feira, a Justiça decidiu que Cuba terá de pagar a Weininger indenização de mais de US$ 86 milhões. ?Os esforços para receber (a indenização) representam outra luta?, disse León Patricios, advogado de Weininger.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.