Americano acusado de espionar para Saddam

Um morador do subúrbio da cidade americana de Detroit foi acusado ontem pela Justiça americana de ter espionado para a agência de inteligência do Iraque em 2002 e 2003. Najib Shemani, de 60 anos, poderá passar até quatro anos na prisão. Seu advogado de defesa alega que ele era uma vítima de chantagem de Saddam Hussein.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.