Americano deixa Pequim otimista mas sem data para acordo

O negociador americano nas conversas de seis lados sobre o programa nuclear norte-coreano, Christopher Hill, deixou Pequim nesta quinta-feira sem estabelecer uma data exata para a retomada do diálogo, mas confiante numa reunião em dezembro. Antes de deixar a capital chinesa, Hill reafirmou que as negociações, estagnadas desde novembro do ano passado, deverão ser retomadas em dezembro. Mas não se arriscou a marcar uma data, afirmou uma porta-voz da embaixada americana. Em sua viagem de volta para Washington, Hill, secretário adjunto de Estado americano, fará uma escala no Japão. Ele se reunirá com o negociador japonês, Kenichiro Sase. Hill e o negociador norte-coreano, o vice-ministro de Relações Exteriores, Kim Kye-gwan, se reuniram em Pequim na terça-feira e na quarta-feira. Os encontros terminaram sem uma data exata para a volta ao diálogo, mas com a "boa vontade" das três partes. "O objetivo é que, quando começarmos, possamos realmente progredir. As conversas de seis lados (EUA, China, Japão, Coréia do Sul, Coréia do Norte e Rússia) não existem para falarmos, e sim para conseguirmos a desnuclearização da península coreana", disse Hill no aeroporto. Segundo fontes citadas pela agência oficial sul-coreana Yonhap, a delegação norte-coreana voltou a Pyongyang para consultas internas.

Agencia Estado,

30 Novembro 2006 | 01h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.