Americano é condenado a 25 anos de prisão no Iraque

O soldado norte-americano Federico Mérida foi sentenciado a 25 anos de prisão neste domingo, depois que uma corte marcial o considerou culpado pela morte de um integrante da guarda nacional iraquiana, em maio. A morte aconteceu em um ataque na cidade de Aduar, mas os militares não deram mais detalhes. Mérida, que se declarou culpado pelo assasinato, foi dispensado do exército por desonra e foi rebaixado a recruta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.