Americano é encontrado morto nas Filipinas

Tropas filipinas localizaram hoje o corpo de um norte-americano supostamente assassinado por pistoleiros enquanto caminhava com um amigo alemão em torno do vulcão Monte Pinatubo, na província de Pampanga, no norte das Filipinas. Segundo a polícia, o corpo de Brian Smith foi localizado em um desfiladeiro, próximo a uma fonte d´água. Segundo o chefe de polícia de Pampanga, Ismael Rafanan, devido às dificuldades para se chegar ao local, o corpo deverá ser resgatado apenas nesta sexta-feira. O alemão Sigfrid Whitman, que estava com Smith, foi encontrado com vida por funcionários de grupos de resgate. Whitman, de 52 anos, afirmou à polícia que "uma ou duas pessoas" atiraram em Smith, as balas atravessaram o corpo dele e atingiram a perna direita do alemão. Eles estavam caminhando em torno do rio Pasig-Potrero, na cidade de Porac, quando teriam sido atacados. De acordo com o porta-voz da polícia regional, Amado Paneda, Whitman havia descrito o suposto ataque em uma mensagem escrita e enviada através de seu celular a um amigo, que, por sua vez, chamou as autoridades. "Temos razões para acreditar que os atacantes eram do NEP", afirmou o porta-voz do exército, tenente-coronel José Mabanta, referindo-se aos membros do grupo guerrilheiro comunista Novo Exército do Povo. Smith, de 42 anos, vivia na cidade de Angeles, no norte das Filipinas. O nome de sua cidade-natal nos Estados Unidos não foi informado.

Agencia Estado,

31 Janeiro 2002 | 17h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.