Americano envolvido em venda de míssil obtém fiança

O único cidadão americano preso numa suposta conspiração para contrabando de armas poderá ser solto sob uma fiança de US$ 10 milhões, decidiu um juiz nesta sexta-feira. Yehuda Abraham, de 76 anos, um negociante de diamantes de Nova York, permanecerá sob custódia até que representantes do Judiciário tenham entrevistado os amigos e parentes que se ofereceram para depositar a fiança.Abraham é acusado de lavagem de dinheiro e outros crimes relacionados à suposta conspiração para contrabando. Os promotores pediram que o direito à fiança lhe fosse negado. Ele é um dos três homens presos na terça-feira, numa operação internacional.As acusações centram-se em Hemant Lakhani, um cidadão britânico de 68 anos acusado de tentar vender mísseis portáteis para um agente disfarçado como terrorista islâmico interessado em derrubar um vôo comercial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.