Americano morre após ser vacinado contra varíola

Um membro da Guarda Nacional dos Estados Unidos morreu em conseqüência de uma crise cardíaca após ser vacinado contra a varíola, informam fontes oficiais em Washington.O homem se tornou a terceira vítima de ataques cardíacos entre as pessoas incluídas pelas autoridades americanas no programa de vacinação lançado como medida contra o terrorismo.Este programa envolve quase meio milhão de civis e militares.Deste programa foram formalmente excluídos todos os indivíduos que sofrem de algum tipo de distúrbio cardíaco, após o primeiro falecimento aparentemente ligado à vacinação (o de uma enfermeira de 56 anos).Sabe-se de pelo menos duas mulheres que desenvolveram inflamações do músculo cardíaco e de outras três pessoas que disseram ter sofrido dores no tórax depois de terem sido vacinadas. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.