Americano morre em ataque à sede da CIA em Cabul

Funcionário afegão atirou contra outra pessoa antes de ser morto por forças de segurança

EFE

26 Setembro 2011 | 08h57

CABUL - Pelo menos um cidadão americano morreu e outro ficou ferido em um ataque a uma sede da CIA (agência de inteligência americana) em Cabul, informou nesta segunda-feira, 26, um porta-voz da embaixada americana na capital afegã.

 

O agressor era um funcionário afegão que também morreu no incidente, que aconteceu em um anexo das instalações da delegação diplomática americana em Cabul, disse a fonte, citada pela agência local "Pajhwok".

 

O ataque, ocorrido nas proximidades do palácio presidencial afegão, aconteceu na noite deste domingo.

 

Segundo a rede britânica BBC, o funcionário afegão atirou no americano, que morreu, e feriu outro homem antes de ser morto por seguranças, disseram oficiais.

 

O incidente armado acontece duas semanas depois que a embaixada americana figurou entre os alvos de um ataque perpetrado por um comando taleban contra várias instituições estrangeiras na capital afegã. O ataque deixou mais de 20 mortos.

 

O Afeganistão está imerso em uma espiral de violência que tinha tido seu episódio anterior no assassinato do ex-presidente Burhanuddin Rabbani, que funcionava como mediador com o taleban e morreu na terça-feira passada em um atentado suicida.

 

A escalada corre em paralelo ao início da retirada das tropas estrangeiras do país, processo que se iniciou em julho passado e está previsto para terminar em 2014.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.