Americano morto em Pequim era sogro de treinador

O homem que foi morto a facadas neste sábado em Pequim, Todd Bachman, era sogro do treinador da seleção olímpica masculina de vôlei dos Estados Unidos, Hugh McCutcheon. Ele estava acompanhado de sua esposa, Bárbara, e de uma guia chinesa, quando foi atacado por um chinês de 47 anos, identificado como sendo Tang Yongming. As duas mulheres ficaram seriamente feridas e a esposa de Bachman corre risco de morte. Bachman era pai da jogadora da seleção olímpica de vôlei feminino dos EUA em 2004, Elisabeth Bachman McCutcheon."O Comitê Olímpico dos Estados Unidos está entristecido em confirmar a morte de Todd Bachman, sogro do treinador chefe da equipe olímpica masculina de vôlei, Hugh McCutcheon", disse o comitê em nota. "O Sr. Bachman morreu em conseqüência dos ferimentos do ataque. A Sra. Bachman sofreu graves ferimentos e foi transportada para tratamento de emergência em um hospital local. Seus ferimentos são sérios e há risco de morte", diz a nota do Comitê.O chinês, residente da cidade de Hangzhou, cometeu suicídio após o ataque, jogando-se do alto da Drum Tower, um famoso ponto turístico da cidade.

(AE), Agencia Estado

09 de agosto de 2008 | 15h12

Tudo o que sabemos sobre:
olímpiadasmortetreinador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.