Americano preso na Coreia do Norte é libertado

O americano Jeffrey Fowle foi solto na Coreia do Norte quase seis meses depois de ser preso por acusações de levar uma bíblia a uma boate, informou o Departamento de Estado, nesta terça-feira. Dois outros americanos julgados e condenados por crimes na Coreia do Norte continuam presos.

Estadão Conteúdo

21 de outubro de 2014 | 18h37

Fowle, de 56 anos, aguardava julgamento na cidade portuária Chongjin, no norte do país, desde maio. Ele foi levado para fora da Coreia do Norte em um jato do governo dos EUA.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, classificou a decisão como "positiva" e encorajou que Pyongyang libertasse os outros americanos, Kenneth Bae e Matthew Miller. "Os EUA vão continuar a trabalhar ativamente no caso deles", declarou.

Earnest informou que o Departamento de Defesa forneceu transporte para Fowle de acordo com especificações da Coreia do Norte. O governo sueco ajudou na negociação, uma vez que os EUA não têm relações diplomáticas formais com a Coreia do Norte.

Washington considera a possibilidade de uma abertura diplomática entre os países para facilitar as negociações dos outros dois detentos. Contudo, Sydney Seiler, o enviado especial americano sobre as conversações com a Coreia do Norte, não sugeriu uma missão dos EUA para Pyongyang, em discurso nesta terça-feira. "Temos nos oferecido para nos envolvermos com a Coreia do Norte de diversas formas e eles têm rejeitado", disse Seiler. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUACoréia do Norteprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.