Kenny Kemp / AP
Kenny Kemp / AP

Americano que se vestia de Batman para alegrar crianças doentes morre atropelado por seu Batmóvel

Robinson tinha parado na estrada com problemas no motor quando seu automóvel foi atingido por outro veículo

O Estado de S. Paulo

18 de agosto de 2015 | 21h00

HAGERSTOWN, EUA - Leonard Robinson, o americano que se fantasiava de Batman para alegrar crianças com câncer em hospitais morreu no domingo à noite atropelado por seu "Batmóvel".

Robinson, de 51 anos, havia participado de uma exibição de carros com seu Lamborghini transformado em Batmóvel e voltava para casa pela Rodovia Interestadual 70, na cidade de Hagerstown, em Maryland, EUA, quando notou um problema no motor.

Segundo o jornal The Washington Post, Robinson parou e estava inspecionando o veículo quando seu carro foi atingido por outro automóvel. Com o impacto, o próprio Batmóvel atingiu Robinson, que morreu na hora.

Ainda segundo o Washington Post, Robinson, um empresário bem-sucedido no ramo da limpeza, vendeu sua firma para construir a réplica do Batmóvel, personalizando um Lamborghini preto. O jornal informou que ele gastou mais de US$ 25 mil em  lembrancinhas do super-herói para dar às crianças doentes durante as visitas aos hospitais, quando às vezes era acompanhado do filho vestido como Robin.

Robinson ficou famoso em 2012, quando um vídeo gravado pela polícia foi superacessado nas redes sociais. Nele, o "Batman" é parado pela polícia porque seu carro tinha placas com número inválido. Robinson explica à polícia que estava indo visitar crianças com câncer em um hospital próximo e acaba sendo liberado

Depois do incidente com a polícia, ele passou a ser conhecido como o “Batman da Rota 29".

Tudo o que sabemos sobre:
BatmancriançasEUAmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.