Americano quer reunião sobre Coréia do Norte

O principal negociador dos Estados Unidos para o diálogo nuclear com a Coréia do Norte, Christopher Hill, chegou a Pequim disposto a conseguir o apoio chinês para o reatamento das conversas antes do Fim do Ano Lunar, em 18 deFevereiro.Hill se reunirá com seu homólogo, Wu Dawei, a quem explicará o conteúdo das negociações que teve em Berlim no princípio desta semana com o vice-ministro de Assuntos Exteriores norte-coreano, Kim Kye-gwan, nas quais acordaram em retomar o diálogo nuclear o mais rápido possível."Gostaríamos de falar com o Governo chinês sobre a data para a próxima rodada das conversas de seis lados", disse Hill. O enviado tentará convencer o Governo chinês, anfitrião das conversas, que o reinício seja antes do Fim do Ano Novo Lunar, festividade que, com exceção de EUA e Rússia, é celebrada por todos os implicados: a China, as duas Coréias e o Japão."O que espero é que esta sessão, seja no final de janeiro ou princípios de fevereiro, alcance mais progressos que a de dezembro", quando ocorreu a última rodada, disse ontem em Tóquio, segunda escala desta viagem asiática relâmpago que o levou também a Seul.Após a reunião bilateral de Berlim, as equipes financeiras dos dois países se reunirão para analisar a suspensão das sanções impostas por Washington em novembro de 2005 às contas norte-coreanas em um banco de Macau, uma exigência de Pyongyang para voltar à mesa de negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.