Americano voa 310 km em cadeira presa a bexigas

Frentista de 43 anos sobrevoa Oregon com 105 balões gigantes cheios de hélio

Associated Press

10 Julho 2007 | 17h37

Na última semana, Kent Couch decidiu voar. Ele repousou em sua cadeira de praia na frente de seu rancho em Oregon, pegou alguns biscoitos e se amarrou a balões cheios de hélio. Nova horas depois, o homem pousou em uma fazenda, a 310 quilômetros de onde partiu.Munido de equipamentos de vôo, o frentista, de 43 anos, decidiu cruzar os céus do Estado onde vive para "chegar perto das nuvens". Para o feito, ele usou 105 bexigas gigantes.Em seus bolsos, Couch levava um altímetro e um GPS. Ele carregava consigo quatro sacolas plásticas cheias de água, que serviriam também como lastro para seu "balão"."Quando você é uma criança e segura uma bexiga, isso até passa pela sua cabeça", brinca Couch, em entrevista a um jornal local. "Quando você corre pela grama em um dia ensolarado dá vontade de saltar nas nuvens. É quase a mesma sensação."Segundo notícia publicada pela Associated Press nesta terça-feira, 10, Couch é o mais recente americano a imitar Larry Walters, que em 1982 sobrevoou Los Angeles em uma cadeira com balões. Na ocasião, Walters foi multado em US$ 1.500 por violar as leis de tráfego aéreo e assustar controladores de vôo.Porém, este não é o primeiro vôo "diferente" de Couch. Em setembro, ele flutuou por seis horas.No sábado pela manhã, Couch sentou em sua cadeira logo após dar tchau para sua esposa e seu cachorro. A uma velocidade de 80 km/h, o homem era seguido por baixo por uma caravana de três veículos."Era maravilhoso", afirmou Couch em uma entrevista para uma rede de televisão logo após concluir seu feito. Ele descreve seu vôo como o mais pacífico e sereno, com algumas turbulências, claro.Quando Couch decidiu descer, e viu que seu lastro estava ficando leve demais, ele esvaziou alguns balões até perder altitude suficiente e pousar em uma propriedade rural próxima a Idaho.Infelizmente, ao descer, o vento levou sua cadeira embora junto com sua câmera e os balões restantes. Mas Couch espera que um dia sua gravação volte.

Mais conteúdo sobre:
Bexigahéliovoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.