Americanos criticam Israel

Os Estados Unidos julgaram"provocadoras e incendiárias" a iniciativa de Israel deampliar os assentamentos judeus na Cisjordânia. "A continuidadedesta atividade pode provocar uma piora na situação na região",disse o porta-voz do Departamento de Estado, Richard Boucher, aocriticar a atividade expansiva de Israel. O Estado judeu anunciou hoje que autorizará a construção decerca de 700 novas casas em dois assentamentos da Cisjordânia.Destas, cerca de 500 serão construídas na maior colônia judia emterras palestinas, a Maale Adumim, no deserto da Judéia, ondecerca de 25.000 pessoas moram atualmente. As 200 restantes serãolevantadas em Alfei Manashe, a nordeste de Tel Aviv. O líder palestino Mahmoud Abbas criticou a expansão nos doisassentamentos. Segundo ele, o anúncio "é uma clara evidência deque Israel não está interessado em resolver a situação". Nosúltimos quatro meses, a violência na região já provocou a mortede mais de 450 pessoas, a grande maioria de palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.