REUTERS/Brian Snyder
REUTERS/Brian Snyder

Americanos estão deixando seus cachorros morrer congelados

Autoridades locais e grupos de proteção de animais têm feito alertas para que as pessoas denunciem à polícia casos de cachorros deixados ao ar livre

O Estado de S.Paulo

04 Janeiro 2018 | 18h36

HARTFORD, EUA - A polícia do condado de Hartford, no Estado americano de Connecticut, acusou nesta quinta-feira, 4, uma mulher por crueldade contra animais em razão de uma triste cena relatada no primeiro dia do ano por um vizinho: O cachorro dela, acorrentado a uma casinha ao ar livre sob o intenso frio, tinha morrido congelado.

O incidente foi apenas uma das várias mortes de cães ocorridas nos últimos dias, em meio às fortes nevascas que têm atingido o Costa Leste dos Estados Unidos, fazendo com que organizações de resgates de animais e autoridades locais alertem a população sobre a importância de dar abrigo adequado aos bichos de estimação durante o inverno.

+ Onda de frio mata ao menos 17 nos EUA e faz nevar na Flórida

Várias das mortes de cachorros por congelamento ocorreram no Estado de Ohio. Na cidade de Toledo, um cão foi encontrado congelado em uma varanda na semana passada. Outros três cachorros mortos por congelamento foram encontrados em dois dias, esta semana, no condado de Franklin, informou um abrigo para animais a uma TV local. Autoridades do Condado de Butler, ao norte de Cincinnati, declararam na quarta-feira que acusaram os donos de um cachorro morto por congelamento de crueldade contra um animal de companhia.

"O cão foi encontrado em uma casinha sem isolamento (térmico), do lado de fora. O cão congelou até a morte em razão do clima extremamente frio", postou no Facebook o xerife Richard K. Jones. "O xerife Jones gostaria de lembrar a todos que congelar até a morte é uma maneira horrível para um animal morrer."

No Estado de Michigan, o Resgate de Cães de Detroit afirmou que um cachorro de raça mesclada com Lulu da Pomerânia foi abandonado diante de sua sede na noite da segunda-feira  e, quando foi encontrado, no dia seguinte, tinha morrido. O grupo afirmou na quarta-feira que conseguiu resgatar um cachorro que foi encontrado encolhido e tremendo, dentro de um barril ao ar livre - ele tinha sofrido queimaduras de frio nas patas e no pênis.

Com a previsão do tempo informando que mais dias de intensa nevasca e frio brutal se seguirão em grande parte da Costa Leste americana, grupos de proteção de animais têm feito alertas para que as pessoas denunciem casos de cachorros deixados do lado de fora às autoridades policiais.

Vários Estados americanos têm aplicado penas mais severas nos últimos anos contra donos de bichos de estimação que deixam os animais expostos a climas extremos - tanto de frio quanto de calor. As leis variam, mas, em alguns casos, os infratores têm de pagar multas, enfrentar processos por crueldade e, quando os animais morrem, encaram até acusações criminais. /WPOST   

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.