Americanos operam no norte do Iraque, diz EUA

Forças norte-americanas estão no norte do Iraque há cerca de 24 horas, informou o coronel da Marinha dos EUA Keith Lawless, sem revelar detalhes sobre o número de soldados que se encontram na região. Durante entrevista coletiva à imprensa em Salahuddin - cidade iraquiana que fica na área autônoma controlada pelos curdos -, o coronel Lawless disse que as forças norte-americanas estavam na região, mas não poderia dizer de onde as tropas tinham vindo e nem aonde estão. Questionado sobre se eles chegaram pelo ar, o coronel disse que a imprensa não deveria "supor" isso. No entanto, nos últimos dias surgiram informes de aterrissagens noturnas de aviões na região. O oficial da Marinha norte-americana Henry Osman divulgou uma nota dizendo que ele tinha chegado a região depois de encontros com líderes militares da Turquia em Ankara, e na cidade fronteiriça de Salopi e que também tinha se encontrado com líderes militares curdos, no domingo. Osman não deu indicações sobre a estratégia dos EUA na região. Osman disse a um comitê de ligação e coordenação militar que ele tinha jurisdição no norte do Iraque e sudeste da Turquia. O oficial norte-americano disse que o comitê tentaria reduzir a ameaça de alastramento da guerra para o norte, coordenaria as operações militares e de grupos humanitários e daria assistência na coordenação de operações de socorro. Ele disse que o comitê estava comprometido com a "integridade territorial" do Iraque, numa aparente tentativa de reduzir as preocupações do governo turco sobre a possível criação de um estado Curdistão independente. As informações não foram confirmadas por nenhum órgão de imprensa. O informe pode ser apenas mais um lance da campanha psicológica que os EUA travam nos meios de comunicação com o IraqueVeja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.