Americanos preparam-se para entrar em Najaf

O general norte-americano Mark Hertling informou hoje que as forças americanas se preparam para entrar em Najaf para reprimir a milícia de Al-Sadr, mas se manterão longe dos locais sagrados do centro da cidade para não enfurecer os fiéis xiitas. O general americano não disse quando ocorrerá a operação em Najaf. Al-Sadr, oposto à ocupação do Iraque, indicou que não quer o diálogo com as autoridades da coalizão nem desmantelará seu Exército Mehdi, como exigem os EUA.O administrador americano no Iraque, Paul Bremer, qualificou hoje de "explosiva" a situação em Najaf e acusou os xiitas radicais de acumular grande quantidade de armas em mesquitas, escolas e mausoléus da cidade santa, onde Al-Sadr está entrincheirado.O enviado especial da ONU ao Iraque, Lakdar Brahimi, pediu hoje que os EUA atuem com prudência nas cidades de Najaf e Faluja, cercadas pelas forças americanas, a fim de evitar mais rebeliões no país. O alerta de Brahimi foi feito após a divulgação da informação de que o presidente americano, George W. Bush, estuda lançar um ataque contra Faluja - e poderia dar a ordem hoje mesmo, segundo o jornal The New York Times -, mesmo com o risco de provocar mais revoltas populares.Cessar-fogo em FalujaApesar da notícia sobre um possível ataque, a coalizão liderada pelos EUA chegou hoje a um novo acordo com as autoridades iraquianas para prolongar por tempo "indeterminado" o cessar-fogo em Faluja e aplicar a proibição de porte de armas na cidade habitada por sunitas. O acordo também prevê a realização de patrulhas conjuntas das tropas da coalizão e das forças de segurança iraquianas a partir de amanhã.O sucesso do novo acordo depende da resposta das milícias sunitas, que devem entregar suas armas pesadas e deixarem de usar armas em público. "Esperamos que os soldados americanos não sejam atacados quando entrarem na cidade. Se forem atacados, responderão e isso provocará mais problemas", disse o negociador iraquiano Hachim al-Hassani.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.