Amorim defende diálogo pelo fim do conflito em Gaza

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, disse hoje acreditar no diálogo como forma de solucionar o conflito entre Israel e o grupo islâmico Hamas, na Faixa da Gaza. Depois de se reunir com o presidente da Síria, Bachar Al-Assad, em Damasco, o ministro brasileiro voltou a defender a proposta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que seja realizada uma conferência de emergência sobre os ataques em Gaza.De acordo com informações da Agência Brasil, Amorim ressaltou a importância da Síria nas negociações para o fim do conflito e disse que a conferência de emergência contaria com a participação de vários países. "Nós acreditamos que isso precisa ser feito (a conferência). Mas, para isso, é preciso que a paz seja retomada imediatamente", disse Amorim, neste início de visita ao Oriente Médio com o objetivo de apoiar o fim do conflito entre israelenses e o grupo Hamas, na Faixa de Gaza.O próximo destino do ministro é Jerusalém, onde vai se reunir, ainda neste domingo, com a chanceler de Israel, Tzipi Livni. Amanhã, Amorim embarca para a Cisjordânia, para encontro com o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, com o primeiro-ministro, Salam Fayaad, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Riad Malki, em Ramallah.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.