Amorim libera depósito de US$ 5 mi para conta da ONU

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, determinou hoje o depósito de US$ 5 milhões na conta específica para o Haiti aberta pelo Escritório de Coordenação de Ajuda Humanitária da Organização das Nações Unidas (OCHA-ONU).

DENISE CHRISPIM MARIN, Agencia Estado

19 de janeiro de 2010 | 18h44

O valor compõe o total de US$ 15 milhões que o governo brasileiro prometeu desembolsar em socorro ao Haiti e responde ao "chamado-relâmpago" do secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moom, em favor de uma ajuda emergencial para o país destruído pelo terremoto do último dia 12.

A autorização para o depósito urgente de US$ 5 milhões, que deve cair amanhã nas contas da OCHA-ONU, se deu um dia depois da decisão do Ministério do Planejamento de abrir um crédito extraordinário de R$ 35 milhões (US$ 19,8 milhões, conforme a cotação de hoje) para o Ministério das Relações Exteriores destinar a ações de cooperação e a projetos humanitários no Haiti.

De acordo com a assessoria de imprensa do Itamaraty, o ministério não repassou US$ 380 mil - nem outros valores - para qualquer conta das Nações Unidas relacionada à ajuda humanitária ao Haiti e não tem conhecimento de como uma doação desse montante teria sido atribuída ao Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.