Amre Moussa espera que eleição de presidente seja final da crise no Líbano

O secretário-geral da Liga Árabe antes de viajar a Beirute para assistir à sessão parlamentar

EFE

25 de maio de 2008 | 04h59

O secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, expressou sua esperança em que a eleição deste domingo do general Michel Sleiman como presidente do Líbano seja "o início verdadeiro da solução para a crise libanesa". Moussa fez essas declarações antes de viajar sábado à noite a Beirute para assistir à sessão parlamentar dedicada à escolha e a posse do novo chefe do Estado libanês. A cerimônia de eleição de Sleiman está prevista para as 17h (11h de Brasília), perante personalidades árabes e estrangeiras. Moussa viajará segunda-feira para a Síria para tratar com o presidente do país, Bashar al-Assad, sobre o apoio árabe necessário para a aplicação de todos os artigos do "Acordo de Doha", sobretudo a formação de um Governo libanês de união nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.