Amsterdã vai aumentar a idade legal para prostitutas

O prefeito de Amsterdã, Eberhard van der Laan, planeja aumentar a idade mínima das prostitutas de 18 para 21 anos e forçar os bordéis a fecharem nas primeiras horas da manhã. Ele disse que a medida é importante para combater o crime no famoso distrito Red Light e proteger os trabalhadores do sexo - a maioria mulheres - de abusos.

Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 20h05

Van der Laan afirmou que as janelas dos bordéis, onde trabalhadoras do sexo seminuas tentam seduzir clientes, ficariam fechadas das 4h às 9h. A prostituição foi legalizada na Holanda em 2006 e tem sido tolerada em Amsterdã há séculos, mas a cidade endureceu a legislação e fechou um terço das janelas dos bordéis entre 2007 e 2009. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Holandaprostituição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.