Elizabeth Frantz/NYT
Elizabeth Frantz/NYT

Análise: Em New Hampshire, a derrota foi do establishment

Joe Biden e Elizabeth Warren fracassaram, enquanto Sanders, Buttigieg e Klobuchar se saíram bem

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2020 | 21h19

A revolução ainda não chegou, mas Bernie Sanders está parecendo favorito. A alternativa moderada, Pete Buttigieg, chegou perto. A outra centrista, Amy Klobuchar, também se saiu bem. Quem fracassou até agora foram Joe Biden, candidato do establishment moderado, e Elizabeth Warren, do establishment radical – os grandes derrotados.

Os desafios de Sanders continuam sendo muitos. Ele ainda é visto com ceticismo por muitos democratas, que o consideram um socialista que recentemente sobreviveu a um ataque cardíaco. Nas duas prévias, Iowa e New Hampshire, ele obteve menos votos do que em 2016, contra Hillary Clinton, embora a disputa esteja agora muito mais fragmentada. Mas Buttigieg e Klobuchar não são populares entre os eleitores que não sejam brancos, que começam a votar agora nas próximas prévias, o que deixa Sanders com cara de mais favorito ainda. 

Sem ninguém no partido para detê-lo, sua liderança precoce revela uma verdade angustiante para os democratas: o homem que há muito tempo resiste ao rótulo do partido pode se tornar seu símbolo. Para muitos militantes, as últimas semanas foram cheias de lembranças das prévias inspiradoras que nunca aconteceram. Após uma vitória convincente nas eleições de meio de mandato, em 2018, obtida graças a candidatos jovens e multirraciais, a disputa agora é ditada por homens brancos, incluindo alguns na casa dos 70 anos.

Caciques do partido ainda se preocupam com as chances de Sanders em um confronto contra Donald Trump. A história recente sugere que uma aliança tão descompensada – entre progressistas radicais e moderados insatisfeitos – não pode ser formada assim tão facilmente. /WP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.