Âncora da TV russa é assassinado no Cáucaso

Um jornalista russo da televisão estatal do Kremlin, Kazbek Gekkiyev, foi morto no Cáucaso, uma região devastada pela luta entre as forças policiais russas e insurgentes islamitas, disse a polícia local nesta quinta-feira. Gekkiyev, âncora do telejornal na emissora VGTRK, foi morto a tiros na noite de quarta-feira em Nalchik, capital da província de Kabardino-Balkariya. O porta-voz da polícia local, Vladislav Romanov, disse que a morte pode ser relacionada ao trabalho do jornalista.

AE, Agência Estado

06 de dezembro de 2012 | 15h29

Mas a emissora VGTRK informou que Gekkiyev não cobria a atividade dos militantes islamitas com suas reportagens e era apenas o âncora do telejornal, ao contrário de vários outros repórteres que são constantemente ameaçados de morte pelos fundamentalistas e fazem matérias sobre a violência na província.

Em um vídeo postado em um website de islamitas em fevereiro, um líder extremista regional, cercado por homens mascarados e armados, alertou que iria "arrancar os sorrisos das bocas dos jornalistas" que apresentam os telejornais.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.